O que é o Projecto Floresta Desperta?

O que é o Projecto Floresta Desperta?

O Projecto Floresta Desperta nasce do nosso cuidado profundo e da nossa paixão pelo mundo natural e, especialmente, pelas florestas.

Estamos a restaurar uma área de monocultura abandonada no centro de Portugal numa floresta bela, diversificada e cheia de vida. O nosso objectivo é demonstrar que florestas sustentáveis, que suportam o ser humano e a vida selvagem, são uma realidade.

O projecto é impulsionado pelo reconhecimento de que, a raça humana precisa da Natureza a todos os níveis do nosso ser, não só para enfrentar a nossa actual crise global mas a prosperar enquanto o fazemos.

Através de uma vida simples, de trabalho prático e de experiência directa, desenvolvemos naturalmente um grande sentido de responsabilidade por nossas próprias e pelo meio ambiente.

Dando às pessoas a oportunidade de viverem e trabalharem imersos na Natureza, desejamos dar-lhes a hipótese de se redescobrirem, não apenas como parte da grande teia da Vida, mas como o próprio Processo de Vida.

 

 

Eventos

Quinta da Floresta, Benfeita 13 Outubro das 10h às 17h

Devido à grande procura, venho com grande satisfação anunciar uma nova oportunidade esta Primavera de iniciar a aprendizagem da arte e ciência do reconhecimento de plantas, no nosso bonito vale na Serra do Açor.

Quinta da Floresta, Benfeita 2018

Desde há milénios que as pessoas se retiram para locais selvagens para encontrar a paz interior e uma maior perspectiva da Vida. A Natureza, com a sua simplicidade e beleza, sustenta um profundo relaxamento do corpo, mente e alma.

ÚLTIMAS ENTRADAS NO BLOGUE

Muitas das plantas e árvores das quais as abelhas e outros insectos vivem arderam nos incêndios deste Outubro e não florescerão este ano e algumas nem no próximo ano. Apresento-vos as minhas sugestões sobre como ajudar os polinizadores durante estes tempos difíceis.

Deus, como têm sido tempos desoladores. A chuva, que foi tão esperada durante o Verão, é agora abundante e está a arrastar o solo e as pedras das montanhas, levando-os consigo pelos terraços e para os rios.

Sou apaixonado por construir com madeira em toros (troncos?). Conheço poucas coisas que façam sentido de tantas maneiras, quase todas de sentido prático e ecológico – o que no fundo é o mesmo – mas também financeiramente, esteticamente e em termos de resiliência e gestão da floresta.